top of page

2020, cancela?

Atualizado: 27 de jan. de 2022



E aí, o que representa 2020 para você?


Você faz parte do grupo que quer pular esse ano ou está conseguindo fazer sua limonada?


Este certamente é um ano que ficará marcado na história de todos, independentemente das dificuldades e/ou oportunidades que possam estar se apresentando para você.


Para falar desse assunto, não podemos nunca esquecer as famílias que tiveram que se despedir de alguém cedo demais e nem daqueles que sabemos que precisam atravessar esse tipo de momento menos guarnecidos que nós.


Todos tivemos que encontrar caminhos para ajudar e que isso tenha sido uma presença nos seus dias, no entanto eu quero me concentrar aqui naqueles que estão sofrendo mais do que deveriam porque não tomaram os cuidados possíveis quando era tempo.


Este artigo é para quem podia ter feito caixa e não fez, para quem podia ter dedicado mais energia para trazer tecnologia e hábitos de gestão para suas operações e simplesmente postergou essa decisão porque, embora considere esse assunto importante, ele nunca foi urgente.


A pandemia trouxe muitas situações difíceis, despertou muita ansiedade e stress entre as equipes de arquitetura, mas por outro ela gerou inúmeras oportunidades de conquistas para quem estava minimamente preparado e conseguiu dominar o stress da incerteza.



E O QUE ISSO TEM A VER COM GESTÃO?


Nós acompanhamos dezenas de profissionais nesse período e podemos afirmar categoricamente que aqueles que já vinham utilizando boas práticas de gestão estão conseguindo passar por esse momento com muito mais tranquilidade, mantendo seu time envolvido e produtivo.


Quem já fazia gestão de tempo em equipe e já dominava as técnicas para avaliar prioridades, delegar e acompanhar a execução das tarefas, no máximo teve que aprender a fazer isso de forma remota e conseguiu se adaptar muito mais rápido porque o mais difícil desse processo é implantar o hábito, a disciplina necessária e não a tecnologia.


Quem já fazia questão de cumprir os passos corretos de diagnóstico, precificação e defesa de proposta incorporou com muito mais velocidade as ferramentas que permitem fazer isso remotamente, sem se perder do objetivo de cada etapa do processo comercial e da conexão que se deve gerar com o cliente em cada um desses momentos.


Quem já havia separado as contas da empresa das suas contas pessoais e já estava trabalhando com capital de giro e fundo de reserva, um conceito básico de gestão financeira, mas tão pouco observado pela maioria dos escritórios também pôde lidar com a situação de forma muito mais objetiva e alguns até conseguiram tirar proveito do tempo livre que ganharam.


E estes são apenas alguns exemplos de atitudes que podiam ter feito toda diferença se implementadas lá atrás.


O fato é que haviam profissionais preparados para o que aconteceu e eles conseguiram lidar bem com esse momento enquanto outros não.


Poxa, Tiago!!! Você tá dizendo que tinha gente que sabia o que ia acontecer?


Não! Estou dizendo que tinha gente mais preparada para viver um momento de incerteza e que isso tem tudo a ver com abraçar boas práticas de gestão.


Nós fizemos uma reflexão interna aqui na Innesco e categorizamos três tipos de escritório de acordo com sua reação às condições impostas pela pandemia.



3 TIPOS DE ESCRITÓRIO



TIPO 1. O ESCRITÓRIO SOBRECARREGADO


Estes são os escritórios que entraram no período de isolamento com muitos projetos contratados e acabaram agradecendo pelo “tempo extra” para colocar a casa em ordem.


Se você se encaixa aqui, provavelmente você não passou por problemas financeiros devido ao seu perfil de clientes e aos contratos que já estavam fechados, mas a má notícia é que o fato de você estar sobrecarregado e precisando "fazer tempo" provavelmente significa que você estava dedicando pouca atenção a formação da sua linha de gerência e às técnicas de gestão de tarefas que devem ser utilizadas para coordenar as entregas dos projetos.


É nisso que você deve focar, do contrário você em breve estará com o mesmo problema novamente, se é que já não está, pois muitos escritórios estão experimentando um forte aquecimento neste final de ano.


Não cuidar dessas questões vai aumentar o nível de estresse da sua sala técnica, diminuir o nível de satisfação dos seus colaboradores e certamente dificultar o equilíbrio da sua própria agenda. Isso tende a tornar-se um círculo vicioso que pode durar muitos anos. Essa é uma armadilha perigosa porque tendemos a achar que uma vida sem tempo é um sinal de sucesso, quando na verdade a felicidade mora no equilíbrio.


Desenvolva um Gerente de Sala Técnica e encontre bons Coordenadores de Projetos. Aprenda a delegar e tente concentrar-se no atendimento e na concepção dos projetos.


Nosso curso que pode ajudar nisso é o Gestão de Sala Técnica. Saiba mais clicando aqui.



TIPO 2: O ESCRITÓRIO QUE QUERIA ESTUDAR


Estes são os escritórios liderados por profissionais que estão começando e ainda não tem custos avançados ou possuem outra fonte de renda para equilibrar as despesas e que, mesmo sem ter muitos clientes, puderam aproveitar o tempo do isolamento para estudar.


Durante esse período, nós recebemos muitos arquitetos aqui na Innesco exatamente nessa categoria, profissionais que aproveitaram o tempo para pensar sobre a estrutura dos seus escritórios e se dedicaram a estudar e implantar boas práticas de gestão, em um movimento muito salutar de aproveitamento do tempo e do seu momento de carreira.


Se você se viu nessa categoria e soube aproveitar o tempo, agora é dedicar energia para absorver a demanda crescente do final do ano.


O caminho é continuar estudando. Se você se concentrou no eixo de estruturação organizacional, é hora de se preocupar com o planejamento estratégico e a parte de marketing para entrar em 2021 com um plano coerente, alinhado com os seus objetivos e à sua realidade.


Nossos cursos que podem ajudar nisso são o Planejamento Estratégico e o Gestão para Vendas. Saiba mais clicando aqui.



TIPO 3: O ESCRITÓRIO EM CRISE AVANÇADA


Estes são os escritório que entraram no momento de isolamento sem caixa, sem clientes, sem estratégia de comunicação e vendas e atrasados quanto às técnicas de precificação e gestão de tempo.


Para estes profissionais, este foi um período realmente complexo que exigiu reduzir equipe, infraestrutura e dar alguns passos atrás para sair do outro lado.


Se você se viu nessa situação, este certamente foi um momento estressante e a boa notícia é que existe uma demanda de projetos que pode virar o jogo agora no final do ano.


Muitas famílias da classe média e alta se viram obrigadas a revisitar suas próprias casas e estão decididas a fazer melhor uso dos seus espaços e essa onda que você precisa pegar.


Este é um bom momento para trabalhar consultorias, retrofits e serviços do gênero, que são de alta lucratividade.


Nosso curso que pode ajudar nisso é o Gestão 1.0, um workshop de entrada, especialmente desenhado para você pensar no seu posicionamento de mercado, na sua carteira de serviços, aprender sobre como não gastar tempo e dinheiro com entregas desnecessárias e precificar corretamente os seus produtos.


E a melhor notícia é que o Gestão 1.0 representa um investimento de apenas R$ 290,00. Para saber mais sobre ele, clique aqui.



TEMPO EM GESTÃO É TEMPO GANHO


Para concluir, espero que você tenha entendido que tempo em gestão é tempo ganho e que sempre é hora para começar a trazer boas práticas para a sua operação.


55 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


Escritório Luxuoso

Assine nossa newsletter e receba
conteúdo sobre gestão em seu email.

Deixe aqui seu COMENTÁRIO, DÚVIDA ou INSIGHT!

bottom of page